O Grêmio Dramático, Recreativo e Carnavalesco Mamãe Taguá, Bloco de folia de rua, foi criado em 1995 por um grupo de artístas, que sentiam falta das folias de carnaval na cidade. Com o tempo o Bloco se tornou presença obrigatória nas folias, mas contando sempre com o mesmo problema: recurso para atender à comunidade em outros momentos do ano em oficinas de confecção de bonecos, máscaras, fantasias, etc. Nossos jovens se afastam de nossas tradições e cultura, não porque querem, mas por uma mudança de hábitos e valores, lançados e difundidos no shoping e outros meios e mídias de difícil acesso para eles ou com grande facilidade e baixa qualidade, o que resulta em equívocos culturais, que os afastam de nossas tradições populares e culturais.

Como muito bem é dito no documento Cultura Viva, “Por meio de oficinas e outros meios, será possível restabelecer parte do que foi rompido, projetando um Brasil que não seja integrado apenas pela circulação – ainda que precária e não universal de mercadorias, mas também pela circulação de valores, produções simbólicas e diálogo, acentuando o trânsito da cultura popular nos mercados de massa e o diálogo criativo entre a cultura local e a estrangeira.” Oficinas nas áreas de teatro, dança, artes visuais e música, possibilitam o resgate de novos talentos e oportunizam um espaço de manifestação, que resulte numa grande manifestação cultural na comunidade, que há muito faz parte do ideário dos fundadores e componentes do Bloco.

Composição do bloco

Estandartes: 02
Bonecos gigantes: 36 bonecos
Três salamandras com um rabo de doze metros para os foliões entrarem dentro
Ciber Cabrita – Cabrita cibernética, em homenagem à resistência da cultura nordestina e aos blocos carnavalescos. Foi resultado do projeto de desenvolvimento aprovado pelo
Raí Tec JACK- Jegue Moderno, com som HI-TEC, com potência de DOIS TERABAGOS de SOM pra cobrir toda a avenida.
22 bonecos Caracterizando os construtores de Brasília
Cabritas Cibernéticas.
20 Pernas de pau e Brinquedos populares

Estrutura

Diretoria do bloco:
Presidente – Jorge Cimas
Tesoureira – Terezinha Alcândida
Secretário – José Augusto Duarte

Equipe técnica e Produção:
Jorge Cimas – Coordenador geral
Lincoln Cimas – equipe de áudio
Terezinha Alcândida – bonequeira
José Augusto Duarte – fotografia e vídeo
bonequeiros: 36 pessoas da comunidade
pernas de pau – 20 pessoas da comunidade
Banda com 10 músicos

Contato

Jorge Cimas – (61) 98369-2683
jorgecim61@gmail.com