Liga dos Blocos Tradicionais de Brasília pede revisão do cancelamento do Carnaval 2021.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Após o anúncio de que o Governo do Distrito Federal (GDF), não irá financiar o Carnaval 2021 em virtude da pandemia do coronavírus, representantes da Liga dos Blocos Tradicionais de Brasília — composta por 08 blocos: Pacotão, Galinho de Brasília, Mamãe Taguá, Asé Dúdú, Menino de Ceilândia, Bloco dos Raparigueiros, Baratona e Baratinha — se reuniram em caráter de urgência para buscar alternativas para que a folia não seja cancelada e ocorra obedecendo todos os protocolos de segurança. Sendo assim, segue as seguintes sugestões:
1- Propomos que a festa seja adiada para agosto/setembro desde que se cumpra todas as normas sanitárias e cientificas em relação a pandemia para que haja condições de resguardar o bem-estar de todos que participam direta ou indiretamente da festa.
2- Seja feita audiências públicas virtual com os agentes culturais carnavalescos e toda sociedade civil a respeito do tema.
É importante frisar que a não realização do carnaval trará imensos prejuízos a sociedade e aos cofres do Governo do Distrito Federal pois gera empregos, turismo e aquecimento da economia em diversos setores. Os segmentos culturais já amargam uma conta bem alta porque não receberam nenhum tipo de incentivo do GDF durante a pandemia. A Lei Federal 14.017/2020, ou Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc que prevê apoio emergencial ao setor cultural ainda não foi repassada aos agentes culturais e as demais classes artísticas do DF
Por fim solicitaremos a Secretaria de Cultura e Economia Criativa uma reunião em caráter de urgência para tratarmos da questão com seriedade e buscarmos alternativas para realização do Carnaval 2021.
Mais informações:
Paulo Henrique (Presidente da Liga dos Blocos Tradicionais de Brasília) Contato: 98424-9448
E-mail: phnadiceo@gmail.com / contato@ligadosblocos.com.br